segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A Lagoa Azul

A Lagoa Azul (The Blue Lagoon, EUA, 1980) – Nota 7
Direção – Randal Kleiser
Elenco – Brooke Shields, Christopher Atkins, Leo McKern, William Daniels.

Um dos clássicos absolutos da sessão da tarde, este drama adolescente com pitadas de aventura fez grande sucesso na época.

O filme conta a história de duas crianças e um velho marinheiro (Leo McKern) que sobrevivem a um naufrágio, ficando à deriva até chegar em uma ilha. Mesmo existindo um tribo no outro lado da ilha, as crianças e o velho ficam isolados, até que este morre e deixa o pequeno casal tendo de sobreviver sozinho. Após alguns anos quando chegam a adolescência (agora interpretados por Brooke Shields e Christopher Atkins), mesmo isolados, começam a enfrentar os problemas da idade que acabam por influenciar o seu relacionamento, que passa de uma amizade fraternal para o desejo sexual e como consequência na gravidez da garota.

Esta história de amor juvenil num paraíso tropical emocionou o público e transformou o casal principal em ídolos adolescentes na época, mas infelizmente os dois não conseguiram um grande carreira. Apesar da bela Brooke Shieds continuar famosa até hoje (por ter sido casada com o tenista Andre Agassi principalmente), sua carreira no cinema não decolou, ela estrelou fracassos como “Sahara” e “Brenda Starr”, depois teve um pouco de sucesso na tv com a série “Suddenly Susan” e agora geralmente faz participações especiais em seriados. Já Christopher Atkins trabalhou por duas temporadas no seriado estilo dramalhão “Dallas” e depois seguiu carreira em filmes B e produções para a tv.

13 comentários:

Bruno Soares disse...

desenterrou, hein? haha

tenho boas lembranças dos 2 filmes.

Red Dust disse...

Por acaso nunca me fascinou!!!!! :)

Abraço.

Ricardo Martins disse...

Sessão da Tarde, total!!!

Que mãe não gosta desse filme?!

Não aguento mais ver este filme, mas sim é válido uma conferida a quem nunca viu!

ABRAÇO

Wally disse...

Acredita que nunca assisti?

Cintia Carvalho disse...

Oi Hugo!

Nossa! Eu assisti este filme pela primeira vez em 198...no supercine. Lembro como se fosse hoje, sentada na sala de minha antiga casa, ao lado de minha mãe e minha irmã vendo as belezas naturais daquela ilha. Quantas saudades!!!!

Ja perdi a conta de quantas vezes, vi este filme. Foram tantas. Mas, acredite gosto da história pura e inocente. Sem maldades ou sacanagens. Tudo acontece entre os dois de forma natural, como manda a natureza.

Quanto aos dois atores, realmente, não decolaram. Brooke Shields, depois de um relativo sucesso em "Pretty Baby - menina bonita", protagonizou este aqui e nunca mais fez nada de bom. Vi os dois filmes citados por vc e de fato, são muito ruins.

Um abraço.

Gema disse...

É sem dúvida, um filme que me marcou a infancia e ate a adolescencia.
Sempre gostei deste filme ;)
Bjs

O Cara da Locadora disse...

Não sei dizer se é um bom filme, ainda hoje, mas certamente foi um filme bem marcante... Gostaria de rever, e de preferência em inglês, rs...

André Siqueira disse...

Eu ainda vejo este filme... tenho em casa.^^

Até mais e estou te adicionando.

André Siqueira

addounao.blogspot.com

Hugo disse...

Bruno - Estou sempre relembrando filmes antigos no blog.

Red - Não é um grande filme, mas marcou época.

Ricardo - O filme já passou centenas de vezes na tv.

Wally - Eu tb não assisti alguns filmes que todo munod viu, isso acontece.

Cíntia - É um história que emociona e contada sem malícia, como vc escreveu, tudo acontece naturalmente entre os jovens.

Gema - Marcou para muita gente.

Cara da Locadora - A maioria assistiu dublado. rs

André - Valeu pela visita, estou linkando seu blog por aqui tb.

Abraço a todos

Roberto F. A. Simões disse...

Um guilty pleasure absoluto e incondicional. É uma das mais doces delícias do meu jardim ;D

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Luis Adriano disse...

Áh, essa filme, hein... não há como falar dele sem nos lembrarmos (pelo menos quanto às pessoas com a minha idade) das tardes em que víamos esse filme passando no Cinema em Casa!
(eu devo ser a única pessoa a pensar que é Cinema em Casa e não Sessão da Tarde)

Gostaria de revê-lo em inglês!
=)

Hugo disse...

Roberto - Com certeza é um dos filmes preferidos de muita gente, apesar de não ser uma obra de primeira.

Luís - O Cinema em Casa começou bem depois e acabau reprisando muitos filmes que fizeram na Sessão da Tarde em anos anteriores.

Abraço

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.