segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Anjos do Arrabalde

Anjos do Arrabalde (Brasil, 1987) – Nota 6,5
Direção – Carlos Reichenbach
Elenco – Betty Faria, Clarisse Abujamra, Irene Stefânia, Vanessa Alves, Ênio Gonçalves, Emilio Di Biasi, Ricardo Blat, Carlos Koppa, José de Abreu, Nicole Puzzi.

Em uma escola de um bairro de classe baixa em São Paulo, três professoras precisam enfrentar além das dificuldades do trabalho, também os problemas em família. A mais velha é a solteira Dália (Betty Faria), que cuida do problemática irmão Afonso (Ricardo Blat) e sendo bissexual precisa enfrentar o preconceito, além de ter um caso com Carmona (Emilio Di Biasi), que também gosta de mulheres e homens. Outra solteira é Rosa (Clarisse Abujamra), totalmente desgostosa com o trabalho e tendo um caso com um homem casado (José de Abreu), vive infeliz e amargurada. Por último temos Carmo (Irene Stefania), que por ordem do marido machista, o advogado de porta de cadeia Henrique (Ênio Gonçalves), precisou abandonar o emprego para cuidar da filha. No meio de todos estes personagens, temos ainda Aninha (Vanessa Alves), que desprezada pelo pai e maltratada pelo homem com quem vive, acabará reagindo a todo este sofrimento.

O diretor Carlos Reichenbach é especialista em mostrar os dramas da classe trabalhadora e tem filmes posteriores com o mesmo tema, porém melhores que este, como “Garotas do ABC” e “Falsa Loura”, mas mesmo assim este longa é competente ao abordar temas polêmicos como homossexualismo e violência, além da crítica aos costumes da época, principalmente o machismo dos personagens masculinos e o abandono das escolas públicas.

5 comentários:

→ Cleber Eldridge disse...

O Cinema Brasileiro, continua não me interessando desde longa data!

Ibertson Medeiros disse...

Não conhecia esse. A história parece ser interessante, mas não me interessou.

Marcelo disse...

Olá Hugo, tudo bem?

Sou da equipe de divulgação do documentário “Entre a Luz e a Sombra”, de Luciana Burlamaqui. Escrevo porque acho que esse filme pode interessar ao seu blog.

“Entre a Luz e a Sombra” mostra a trajetória dos rappers Dexter e Afro-X, da extinta dupla 509-E, além de investigar a violência e natureza humana a partir da história de três personagens que tiveram seus destinos cruzados no complexo Carandiru. O filme estreia no dia 27/11, em cinemas do RJ, SP e BH.

Segue o trailer http://www.youtube.com/watch?v=htGE71XCE9c

Se quiser mais informações, me mande um email marcelo@bcultural.com.br

abs,

Hugo disse...

Cléber - Já percebi que cinema brasileiro não é do seu gosto.

Ibertson - Este longa é um daqueles que passam no Canal Brasil. Eu achei interessante, gosto muito da visão de cinema do diretor Reichenbach.

Marcelo - Obrigado pela informação.

Abraço a todos

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.