domingo, 9 de agosto de 2009

O Imperador do Norte

O Imperador do Norte (Emperor of the North Pole, EUA, 1973) – Nota 7,5
Direção – Robert Aldrich
Elenco – Lee Marvin, Ernest Borgnine, Keith Carradine, Simon Oakland, Harry Caesar, Matt Clark, Elisha Cook Jr.

Durante a depressão americana nos anos trinta, três homens vão lutar por algo tão simples e ao mesmo tempo para eles importante demais numa época de pobreza e falta de perspectiva, manter a honra e ser o melhor em algo, mesmo que isso em nada mude a triste situação em que vivem.

Começamos com o Nº 1 (Lee Marvin), um vagabundo veterano que se auto-intitula “O Imperador do Pólo Norte”, pois sempre que quis viajou pelo país pegando carona em trens e nunca foi pego. O segundo personagem é Cigaret (Keith Carradine), outro vagabundo que se gaba do que faz, pegar carona em trens e dar pequenos golpes, sendo que tem como objetivo ficar mais famoso que o Nº 1, sujeito considerado uma lenda e que tem também um objetivo, pegar carona no trem do maquinista Shack (Ernest Borgnine), cara durão que diz nunca ter deixado vagabundo algum pegar seu trem e ameaça até matar aquele que tentar. No meio da miséria da época, estes três personagens muito bem interpretados tentam criar a fama de ser o melhor, talvez a única coisa que eles possam almejar em suas vidas.

O filme tem a cara do diretor Aldrich, competente, simples e seco, além dos personagens fortes, assim como outras obras do diretor, o clássico “Os Doze Condenados” e o original “O Vôo da Fênix”.

Como feliz curiosidade, o grande Ernest Borgnine ainda hoje ao alto dos seus 92 anos continua na ativa fazendo pequenos papéis no cinema e na tv.

7 comentários:

altieres bruno machado junior disse...

Olá Hugo

Deve ser legal viajar em um trem e ainda mais clandestino. Como sei que nunca teria coragem de fazer isso, só assistindo o filme pra saber a sensação. Mas que deve ser legal, isso deve...

Abraço e até mais.

Kau Oliveira disse...

Eu não vi este filme. Mas no geral acho Robert Aldrich bastante competente. Dos filmes dele que vi, seu melhor é, de loooonge, O Que Terá Acontecido à Baby Jane?.

Abs!

Ciro Hamen disse...

Não vi esse, mas Lee Marvin é demais. Vou procurar!

Abraços!

Dan disse...

Filme muito bom, vi no cinema há muitos anos, vale pela interpretação dos três atores e pela direção segura. Vou procurar rever pois não me lembro de tudo. Otima lembrança

Abraços

Hugo disse...

Altieres - Pode ser uma aventura, mas para os personagens do filme era muito perigoso.

Kau - Aldrich foi um cineasta que deixou obras extremamente competentes, mesmo sem ser brilhante.

Ciro - Lee Marvin foi um dos melhores durões da história do cinema.

Dan - É um filme um pouco esquecido, mas isso não diminui sua força.

Abraços

Caique Gonçalves disse...

a grande depressão deve ser um dos panos de fundo mais utilizados pelo cinema norte-americano. "Inimigos Públicos" é o exemplo mais recente.

Hugo disse...

Caique - Vc tem razão, a Depressão é um tema que foi e ainda é utilizando em dezenas de filmes.
Infelizmente foi um período extremamente duro para o povo americano.

Abraço