quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Dudley Moore









Uma Comédia Romântica (Romantic Comedy, EUA, 1983) – Nota 5,5
Direção – Arthur Hiller
Elenco – Dudley Moore, Mary Steenburgen, Frances Sternhagen, Janet Eilber, Ron Leibman.

Infielmente Tua (Unfaithfully Yours, EUA, 1984) – Nota 6
Direção – Howard Zieff
Elenco – Dudley Moore, Nastassja Kinski, Armand Assante, Albert Brooks, Cassie Yates, Richard Libertini.

Crazy People (Crazy People, EUA, 1990) – Nota 5
Direção – Tony Bill
Elenco – Dudley Moore, Daryl Hannah, Paul Reiser, J. T. Walsh, Bill Smitrovich, Alan North, Mercedes Ruehl, David Paymer.

O comediante inglês Dudley Moore é pouco conhecido das gerações atuais, mas chegou a ser bem famoso entre o final dos anos setenta e meados dos oitenta, tendo ficado conhecido como coadjuvante de Chevy Chase em "Golpe Sujo" e famoso estrelando "Mulher Nota 10" com a bela e fraquinha atriz Bo Derek e "Arthur - O Milionário Sedutor" ao lado de Liza Minelli. Aqui no Brasil para quem viveu nos anos oitenta, com certeza se lembra da voz irritante que dublava seus personagens na TV. Hoje destaco três filmes que ele estrelou após estes sucessos citados e que fracassaram e ajudaram a afundar sua carreira.

Em "Infielmente Tua", o maestro Claude Eastman (Dudley Moore) é casado com a bela atriz italiana Daniella (Nastassja Kinski), até que por um erro de seu mordomo (Richard Libertini), este contrata um detetive particular que filma o pupilo do maestro, Max Stein (Armand Assante) num encontro no apartamento do casal, o que deixará o maestro cada vez louco de dúvida e ciúme e este resolverá montar um plano para matar a esposa, porém ele não sabia que a amante de Max é na verdade outra mulher. Simpática comédia de erros que utiliza o estranho casal, o baixinho Moore e a belíssima Nastassja Kinski para fazer piada com a insegurança do marido. Ainda famoso, Moore consegue ser engraçado e tem a ajuda de bons coadjuvantes como Kinski, Assante e Albert Brooks.

Já em "Uma Comédia Romântica", os escritores Jason Carmichael (Dudley Moore) e Phoebe Craddock (Mary Steenburgen) trabalham juntos há um bom tempo e nunca expressaram o sentimento que existe entre eles, até que Jason resolve se casar e dá início a confusão no trabalho e na vida pessoal dos dois. Comédia leve ao estilo de Moore, que aqui contracena com a simpática Mary Steemburgen e consegue arrancar algumas risadas do público, principalmente na conturbada relação entre os dois, mas nada além disso.

E por fim em "Crazy People", um publicitário (Dudley Moore) cria uma campanha onde a verdade sobre o produto é o tema e assim que ele a apresenta para seu chefe (J. T. Walch), este fica furioso e acha que o funcionário enlouqueceu e acaba mandando interna-lo numa instituição psquiátrica. Depois disso, por um erro dentro da agência, a campanha é impressa e se torna um sucesso, o que faz com que o chefe queira a volta do suposto maluco, porém na instituição ele conheceu e se apaixonou por uma interna (Daryl Hannah) e apenas aceita fazer novas campanhas desde que seja dentro do local com a ajuda de seus novos amigos, os outros internos.

Infelizmente nesta época a carreira de Moore já vinha em queda e o fracasso desta comédia sem muita graça o afundou ainda mais, sendo que seu próximo filme “Escândalos no Hotel” foi pior ainda e nem chegou as cinemas. Depois disso ele tentou uma última cartada na TV, mas novamente fracassou. Moore que chegou aos EUA para trabalhar como pianista de Jazz e se tornou comédiante, faleceu em 2002.

10 comentários:

Kau Oliveira disse...

Destes, só vi Crazy People e confesso que gostei. Minha nota é mais alta, mas consigo ver vááários defeitos no filme. O que me agrada é Daryl, sempre legalzinha!

Abs!

Gema disse...

Eu conheço Dudley Moore, mas sinceramente, não me lembro se alguma vez vi algum filme onde ele entre :S
Bjs

Hugo disse...

Kau - A Daryl apesar de já não ser tão nova, ainda continua muito bonita também.

Gema - Fez vários filmes conhecidos, mas apenas razoáveis.

Red Dust disse...

Um actor com um estilo muito próprio. Até tinha uma certa pinta. Infelizmente não teve uma carreira que marcasse a diferença. Dos filmes que apresentas, creio que só vi 'Infielmente Tua', que, na verdade, não é nada de especial.

Abraço.

Karen disse...

Alguém sabe onde posso achar os filmes Arthur o milionário sedutor e Arthur 2 Um Milionário arruinado...to procurando faz mo cara e naum consigo achar em lugar algum...

Hugo disse...

Karen - Acredito que você já tenha procurado na internet, mas outras opções são as lojas de VHS e DVDs usados.

shadow disse...

po Karen eu to procurando esses filmes faz um ano pra minha mae...e hoje eu encontrei o 1° apenas....

http://www.4shared.com/get/173479359/aae784e3/Arthur_1981.html;jsessionid=1B29671A189B11CE1C4D5FDF90B6D0C5.dc137

eu to pegando ele ainda,nao sei se ta bom,mas pelo tamanho deve estar em boa qualidade,e a legenda nao está embutida,mas contida no rar

Anônimo disse...

Dudley Mooore é genial, um dos melhores de todos os tempos.
Na minha opinião o que realmente prejudicou a carreira dele foi a doença degenerativa da qual ele sofria.

Anônimo disse...

Olá. queria saber se alguém sabe do filme em que o personagem de Dudley Moore assalta um banco pra tentar curar a filha pequena que não fala, e começa a aventura e a confusão...gostaria de saber o nome do filme, talvez dos anos 70 ou 80...

Hugo disse...

Anônimo - Posso estar enganado, mas acredito que você misturou três filmes.

O filme em que Dudley Moore tem uma filha doente se chama "Seis Semanas", porém ele é um sujeito rico e não assalta banco algum.

O filme da mesma época em que um personagem é obrigado a assaltar um banco se chama "Parece que Foi Ontem" e o ator é Chevy Chase que fazia par com Goldie Hawn.

Sua memória deve ter misturado a participação de Dudley Moore na comédia "Golpe Sujo", em que ela trabalho ao lado Chase e Goldie Hawn. É um filme que mistura comédia e espionagem.

Abraço