quarta-feira, 3 de junho de 2009

Mar Aberto

Mar Aberto (Open Water, EUA, 2003) – Nota 6,5
Direção – Chris Kentis
Elenco – Blanchard Ryan, Daniel Travis, Saul Stein, Michael Williamson.

Este longa é baseado numa história real ocorrida na Austrália em 1998, sendo um tipo de filme que o grande público ama ou odeia, porém ficarei no meio termo.

Um casal (Blanchard Ryan e Daniel Travis) saem de férias e chegando a um paraíso tropical, ondem pegam um barco com mais 20 pessoas para megulhar em alto mar. Tudo corre bem, até que por um erro na contagem das pessoas que mergulharam, o responsável pelo barco acredita que todos já subiram a bordo e resolve voltar para terra firme, porém esquece o casal no fundo do mar. Assim que os dois sobem a tona percebem que foram deixados para trás e aí começa o desespero.

O diretor Chris Kentis e sua esposa Laura Lau bancaram o projeto do próprio bolso e conseguiram vender o longa para um grande estúdio, o Lions Gate, que com uma grande campanha de marketing alardeando sobre o pequeno orçamento, transformou o filme em sucesso.

O longa em si é interessante, porém é um fiapo de história e mesmo nos poucos 79 minutos de exibição acaba se tornando cansativo em alguns momentos, ficando claro que o diretor enxertou várias cenas para aumentar o tempo. Pode parecer estranho, mas acredito que 60 minutos seria o suficiente para mostrar o desespero do casal abandonado no meio do oceano, a mercê de diversas ameaças, entre elas os tubarões.

5 comentários:

Airton disse...

opaa
nao curti esse filme hehe
abraço

Paulo [ALT] disse...

eh, to com o airton, num curti mto tb não
me lembrei bastante do filme do amenábar, o "Mar Adentro" - que é outro q vc ou ama ou odeio... eu ainda fico no meio pq ao mesmo tempo q eu entendia o cara, eu achei cansativo e longo a troco de nada, ainda quero falar no meu blog sobre ele.
abraçooo

Wally disse...

Tenso suspense que é um ode ao que o gênero pode fazer de tão bom com tão pouco.

Nota 7.5

Ciao!

Pedro Henrique disse...

Depois de Tubarão veio vários filmes com tubarões, mas nenhum, a exemplo deste, se igualou ao clássico do Spielberg.

Hugo disse...

Airton - Vale como curiosidade.

Paulo - Ainda não assisti "Mar Adentro", porém é um tipo de filme que demoro para criar vontade de ver.

Wally - Sem dúvida é um fiapo de história e o resultado até que ficou bom.

Pedro - Neste caso específico o desespero do casal é o ponto principal.