quinta-feira, 4 de junho de 2009

Kung Fu - O Adeus a David Carradine

Kung Fu (Kung Fu: The Movie, EUA, 1986) – Nota 6,5
Direção – Richard Lang
Elenco – David Carradine, Brandon Lee, Kerrie Keane, Mako, Luke Askew, William Lucking, Martin Landau, Paul Michael Chan.

Ontem em Bangkok, capital da Tailândia, morreu o veterano ator David Carradine aos 72 anos de modo mal explicado, porém vou me concentrar em sua carreira

Filho do ator John Carradine, que fez mais de cem filmes e trabalhou dos anos trinta até a segunda metade dos oitenta, David foi o primogênito de uma famíla de artistas, que seguiram os irmãos Keith e Robert Carradine, o meio-irmão Michael Bowen e a sobrinha Martha Plimpton, filha de Keith com a também atriz Blythe Danner. Além disso David que foi casado cinco vezes, viveu e teve um filho com a atriz Barbara Hershey.

Começando a carreira com pequenos papéis nos anos sessenta, ele alcançou o sucesso quando conseguiu o papel principal do seriado "Kung Fu" (papel que Bruce Lee queria mas acabou preterido) que durou de 1972 a 1975 e o transformou em astro, onde vivia um jovem lutador de Kung Fu que após ver seu mestre Po (Keye Luke) ser assassinado, se vinga do culpado e foge para os EUA com a cabeça a prêmio, porém continuará tendo o apoio agora do espírito do mestre morto, que o apelidará de "Gafanhoto".

Aproveitando o sucesso, ele teve a melhor fase de sua carreira, protagonizando filmes como "Esta Terra é Minha Terra" de Hal Ashby, provavelmente seu melhor papel no cinema, onde interpretou o cantor Woody Guthrie, personagem real que viveu durante a depressão americana nos anos trinta, fez ainda "Ano 2000: Corrida da Morte" e "O Ovo da Serpente" de Ingmar Bergman, além de um papel de coadjuvante em "Caminhos Perigosos" de Scorsese.

Sua carreira declinou nos anos oitenta e noventa, quando protagonizou vários filmes de ação de baixo orçamento, intercalando com papéis de vilão em produções maiores como "Alta Tensão" com Mel Gibson e "McQuade - O Lobo Solitário" com Chuck Norris. As coisa mudaram no início do século XXI quando apareceu Quentin Tarantino em sua vida e deu a ele o papel do assassino Bill em "Kill Bill", o que o fez renascer e voltar a ter sucesso, pena que por pouco tempo.

Este filme que citei no início produzido para a TV em 1986 dá continuação a série "Kung Fu", marcando a volta de Kwai Chan Caine (David Carradine) a América e o destino (com a ajuda de um vilão, é claro) acaba fazendo com que ele lute contra seu próprio filho, vivido pelo até então desconhecido Brandon Lee (que também teve uma morte trágica) e abre o caminho para uma nova série que foi ao ar de 1993 a 1997 chamada “Kung Fu: The Legend Continues”, onde o papel do filho passou a ser interpretado por Chris Potter.

13 comentários:

Paulo [ALT] disse...

mesmo não conhecendo tanto o trabalho do cara além de Kill Bill eu antes mesmo jah tava interessado em ver Kung Fu e fikei um pouco.. sei lah, um pouco triste qndo li essa notícia.
cara qndo vc assistir Mar Adentro, se assistir, me fala o q vc achou. vale a pena entre aspas, sab comé... então.
abraçoo
[ps. eu num so dos anos 80 mas praticamente vivo nele, ouço leio e assisto tudo relacionada, e as bandas são as melhores.]

Kamila disse...

Eu fui pega de surpresa com a notícia da morte do David Carradine e sinto muito pela partida dele.

Ciro Hamen disse...

uma lenda!

Abraços!

Red Dust disse...

Este filme não conheço. Mas vi outros com David Carradine. Fiquei triste com o desaparecimento do actor, mais ainda pela forma como tudo indica que foi. Paz à sua alma.

Abraço, Hugo.

Gema disse...

Fiquei imensamente triste com esta noticia... foi mais um bom actor que "desapareceu" :(
Bjks

Dan disse...

Fiquei sabendo hoje do acontecimento, um bom ator que se foi em circunstâncias misteriosas, uma pena. Passe no meu blog, também escrevi sobre ele.

Roberto F. A. Simões disse...

Bill is Killed. Não sou grande fã do actor, mas é uma grande perda sem dúvida. E as circunstâncias da morte insólitas...

Cumps.
Roberto F. A. Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Wally disse...

No LUTO pela trágica morte dele. Só vi "Kill Bill" com ele.

Ciao!

Hugo disse...

Paulo - A série "Kung Fu" era interessante e fez um merecido sucesso na época.

Kamila - Realmente foi uma supresa a notícia.

Ciro - Com certeza ela deixou uma extensa carreira.

Red - A morte foi extremamente estranha.

Gema - Infelizmente é o ciclo da vida.

Dan - Vou passar lá.

Roberto - Morte muito estranha.

Wally - A carreira dele foi de altos e baixos, mas tem filmes que merecem ser vistos.

pensandoimagemesom disse...

Quando se fala de David Carradine, eu sempre me lembro e sempre me lembrarei da cena onde ele disserta sobre o Superman em Kill Bill. Pra mim, uma das cenas mais marcantes do filme e da cultura pop em geral.

Realmente, sua morte é uma pena.

Há braços
Paulo Montanaro
Blog Pensando Imagem e Som

sergio disse...

fui pego de surpresa com a morte do David, é uma pena...acompanhei seus fimes na minha infancia, DEUS o tenha.Sergio

Hugo disse...

Paulo - Sem dúvida é um dos grandes momentos da carreira de Carradine.

Sérgio - O auge dele foi nos anos setenta e começo dos oitenta.

Abraço

Anônimo disse...

NA verdade,David Carradine Puchou o Tapete de Bruce Lee.Bruce foi a India para trabalhar nesse filme,estudou todos os detalhes,enfim David Carradine pegou tudo pronto.
Sua Morte é consequência de seus atos...nú e dentro de um armario e com cordas?
Foi isso que ocorreu.Não posso dizer que lamento.ZCada um tem sua opinião e,essa é a minha.