sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Feliz Natal

Feliz Natal (Brasil, 2008) – Nota 7,5
Direção – Selton Mello
Elenco – Leonardo Medeiros, Darlene Glória, Paulo Guarnieri, Graziela Moretto, Lúcio Mauro, Emiliano Queiroz, Fabrício Reis, Thelmo Fernandes.

A estréia do ator Selton Mello na direção tem como personagem principal Caio (o ótimo Leonardo Medeiros), que morando no interior e trabalhando em um ferro-velho resolve visitar a família na noite de natal, após alguns anos afastado.

Assim que Caio chega na casa percebemos logo que algo está errado naquela família, a mãe (Darlene Glória) é uma alcoólatra em tempo integral, o pai (Lúcio Mauro) está separado vivendo com uma jovem e nutrindo um grande ódio pelo filho Caio e pela ex-esposa, tratando bem apenas o outro irmão, Théo (Paulo Guarnieri) que vive um casamento fracassado com Fabiana (Graziela Moretto) e praticamente não dá atenção aos filhos. Esse quadro triste aos poucos vai se acentuando, ao mostrar que o filho Caio se afastou após uma tragédia e parece querer reparar um passado que não pode ser mudado.

A direção de Selton Mello filma grande parte da produção em close, trocando os diálogos pelas expressões dos personagens, que por sinal acabam dizendo mais do que palavras. Esta interessante escolha cansa um pouco em alguns momentos, mas o resultado final deste pesado drama é satisfatório.

5 comentários:

Wally disse...

Quero muito conferir a estréia do ótimo Selton Mello na direção. Ótimos comentários!

Ciao!

Kau disse...

Hugo, sabes que minha nota para este filme é altíssima. E nem condeno tanto Selton por ter escolhido ousar tanto na sua estréia. O filme tem tudo um exagero visual, mas não prejudica tanto o resultado final.

Abraços.

Pedro Henrique disse...

Ah, o Selton começou bem na direção. Achei Feliz Natal muito bom, um dos melhores nacionais do ano.

Abraço!

Hugo disse...

Wally - Assista, vale a pena.

Kau - Gostei do filme, mas ainda acho que ele exagerou um pouco na ousadia.

Pedro - Sem dúvida, ele deverá se firmar como um bom diretor.

Sérgio Déda disse...

Comentei agorinha do filme no meu blog... o resultado foi super positivo, mas não consegui entender a verdadeira intenção do longa...