sábado, 27 de setembro de 2008

Paul Newman

O cinema perdeu ontem um dos maiores astros da história do cinema, o grande Paul Newman. Nascido em 1925 ele teve seu primeiro papel de destaque no cinema apenas em 1954 como coadjuvante no bíblico "O Cálice Sagrado", mas ficou famoso dois anos depois quando interpretou o lutador Rocky Graziano no clássico "Marcado pela Sarjeta" e a partir daí fez grandes filmes como "Gata em Teta de Zinco Quente", "Desafio à Corrupção", duas parceiras inesquecíveis com Robert Redford em "Butch Cassidy" e "Golpe de Mestre", estrelou com Steve McQueen o filme catástrofe "Inferno na Torre" e com Tom Hanks fez "Estrada Para Perdição". Seu último trabalho na frente das câmeras foi na mini-série "Empire Falls" com Ed Harris, mas fez ainda um papel como dublador na animação "Carros".

Newman concorreu ao Oscar dez vezes, tendo sido agraciado com um Oscar honorário pela carreira em 1986, quando já havia concorrido sete vezes e nunca vencido. Porém no ano seguinte ganhou o Oscar de Melhor Ator pelo papel do jogador de sinuca Eddie Felson em "A Cor do Dinheiro", onde contracenou com um jovem Tom Cruise sob a direção de Martin Scorsese, repetindo 25 anos depois o papel que havia feito em "Desafio à Corrupção" de 1961. Paul Newman voltaria a ganhar um Oscar em 2002, de Ator Coadjuvante por seu papel em "Estrada para Perdição".

Na vida pessoal, Paul Newman foi casado com a atriz Joanne Woodward desde 1958, sendo sua companheira até a morte. Este foi o seu segundo casamento, ele teve um filho no primeiro que acabou falecendo em 1978 e este foi o motivo para ele criar um Fundação voltada para a caridade que funciona até hoje. Além disso ele foi sócio da equipe Newman-Haas de Fórmula Indy por muitos anos, sendo um apaixonado por carros.

7 comentários:

Fifeco disse...

Honestamente, foi uma grande pena. Perdeu-se um grande homem e um grande actor. Deixará saudades.

Abraço

Cecilia Barroso disse...

Esse vai deixar muita saudade!

Pedro Henrique disse...

Foda, mas uma perda nesse ano que já "matou" muita gente...

Wally disse...

Triste, triste, triste perda. Foi-se mais um grande talento.

Ciao!

Hugo disse...

Todos - Com certeza foi um grande perda para o cinema e para o mundo.

Abraços

Anita :) disse...

uma tiste notícia e, uma grande perda!!

Clarisse Fernandes - Editora disse...

perda irreparável